terça-feira, 31 de dezembro de 2013

2013

Não podia acabar o ano sem fazer aqui o balanço, que eu sou uma pessoa de listas. E começo por dizer que uma das coisas que me deu mais gozo foi recomeçar a escrever mais regularmente neste blogue, desde o Verão.

2013 foi um ano de transição, sem grandes alterações na vida, o que nos tempos que correm não se pode dizer que seja mau! Mas o futuro está lançado, desde logo com o nosso Manuel, que está previsto nascer no início de Abril de 2014. Só por isso, o ano que vai começar já promete!

Como é inevitável, a Luisinha é o centro das nossas atenções. Já fala tudo, começa a ter sentido de humor, mas também é bastante teimosa e mandona. Gosta do infantário e das educadoras, de escorregas, de ver o Noddy e o Ruca, que lhe leiam histórias. Além de a levar ao infantário (a desoras) quase todas as manhãs, cabe-me ir com ela à natação uma vez por semana. Para corrigir o estrabismo que lhe descobrimos, põe um penso no olho todos os dias, e tem umas tosses recorrentes, mas fora isso é uma miúda saudável, que come e dorme bem. E já é sócia do Sporting!

Eu continuo a trabalhar na comunicação e angariação de fundos do MSV, e este ano organizámos um concerto de Páscoa, uma ceia de fados e um quiz, colaborámos numa maratona eco-solidária, lançámos um livro e vendemos 6 mil t-shirts. Desde Junho, estou só a meio tempo, porque tenho tido mais traduções - para a ArtePlural, fiz 3 livros juvenis do Big Nate e o livro de horticultura "Uma Horta para Ser Feliz" - e não estava a ter tempo para tudo. Continuo na produção do Lusofonias, o programa da FEC na Rádio Sim, e este ano entrevistámos figuras como Alice Vieira, Catarina Furtado, Daniel Serrão, Pedro Fernandes e Mário Cordeiro, e vários amigos também.

Este ano resolvemos ir para fora cá dentro. Fomos à Serra da Estrela brincar na neve em Março, com o Vasco e família. Num "cá dentro" um pouco mais fora, fomos a São Miguel, nos Açores, em Junho. Fomos passar um fim-de-semana grande a Ponte de Lima, em Agosto, éramos 4 casais de amigos da vida e 7 crianças. Logo a seguir, tivemos uma semana de sol e mar em família na Praia da Luz. Em Setembro, fomos conhecer as praias fluviais de Castelo Branco e Marvão. Fizemos ainda umas escapadas rápidas à Ericeira, Famalicão, Trujillo e Cernache.

Os bebés do ano foram o Filipe (Zé e Ana), a Madalena (Ana e Filipe), a Laura (Mafalda e Timme), o sobrinho António (Fernando e Sofia), a Estela (Adélia e Alberto), a Luísa (Teresinha e Pedro), o Gabriel (Sofia e Carlos), o João Maria (Bruno e Rita), a Maria (Emanuel e Ana), o Tomás (Miguel e Xana), o Zé Maria (Vasco e Filipa), o Francisco (Tim e Mafalda) e a Maria (Hugo e Catarina). E vêm a caminho mais uma meia dúzia para fazerem companhia ao Manuel em 2014! E para compensar um 2013 só com um casamento, teremos 4 amigos a dar o nó no próximo ano!

Os maiores espinhos deste ano foram as mortes da minha amiga Mariela e do pai duma grande amiga, e de uma doença (sempre a mesma) a ensombrar uma família quase-irmã. Este ano foi, aliás, marcado por várias ondas de solidariedade na internet em torno de crianças doentes, alimentadas pelas promessas de tratamentos inovadores. Que o novo ano seja de esperança para todas estas famílias e que a investigação consiga novas conquistas na luta contra o cancro!

Do lado das boas notícias, a eleição do Papa Francisco tem sido uma inspiração para o mundo católico e não só, e pessoalmente é uma interpelação constante a ser um melhor cristão. Também em Lisboa, o novo patriarca da diocese, D. Manuel Clemente, tem sido um pastor inspirador.

Mais coisas! Assisti com o Vasco a todos os jogos de uma época terrível do Sporting, fiz-me sócio com a mudança de direcção, e nesta primeira metade do Campeonato tudo tem sido muito melhor! Nos primeiros 4 meses do ano, terminei a fisioterapia ao dedo que tinha partido no acidente de mota. Organizámos uma festa surpresa à mãe da Maria pelos seus 60 anos. Fui ao Portugal ao Vivo, e a concertos do Sérgio Godinho e da Ana Bacalhau, e ao espectáculo do Herman. Entrei em contacto com o João Miguel Tavares, do Governo-Sombra e do Pais de Quatro, e nosso "colega de infantário", cuja escrita muito admiro, e esta ligação já deu bons frutos. Dei uso a vários cupões de desconto em restaurantes de várias nacionalidades. Continuo a participar nos quizzes no café do nosso prédio. No MSV, continuo num grupo de oração e fiz uma peregrinação a Fátima em Maio. Continuo a dar a Comunhão no Lar de Nossa Senhora da Vitória, na Graça. E, por último, mas não menos importante, o ano terminou com um gesto de paz na minha família. E assim se passou mais um ano!

Que o ano de 2014 seja melhor para todos!
Enviar um comentário