quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Praia da Luz

Estamos a passar uns dias na Praia da Luz, em Lagos. A praia para onde a família da Maria se habituou a vir em Agosto, onde fizeram bons amigos que ainda hoje aqui encontram(os) e onde a Maria comemorou uma boa parte dos seus aniversários, com dois rituais: a tradição local do "banho da meia-noite", na noite de 29 para 30, e a tradição familiar da distribuição de bolas de Berlim na praia entre os amigos. Assim vai acontecer amanhã, desta vez a assinalar o aniversário duplo de mãe e filha!

Curiosamente, esta foi a primeira praia do Algarve que visitei. Como sempre vivemos na Costa e os meus pais nunca gostaram de praia, levaram-me a conhecer quase todo o país mas nunca viemos ao Algarve, que só conheci aos 14 anos: a viagem de finalistas do 9º ano foram 4 dias nos bungalows do parque de campismo desta praia, em Abril. Já o primeiro banho no mar algarvio, dei-o uns meses mais tarde, quando vim com o Tio Luís ter com o Miguel e família à Praia... Maria Luísa!

Vários anos passados, em 2007, vivia eu em Londres e tinha começado a namorar com a Maria há apenas 5 dias, quando a Praia da Luz se tornou tristemente famosa pelo desaparecimento da Maddie (a poucos metros da casa de onde escrevo). Visto à distância, creio que o tom sobranceiro da imprensa inglesa durante meses acerca de Portugal, no caso de uns pais que tinham saído para jantar deixando os filhos mínimos sozinhos em casa, foi mais um grãozinho na balança em que pesei o meu regresso à pátria, nesse mesmo ano. E em 2007 foi o primeiro Verão em que estive na Luz, "chez Albinos", e que conheci os "tios" Costa Simões, Mendes Godinho, Rocha Pires e Cid Gonçalves - no nosso casamento, foi justamente apelidada como a mesa dos amigos do "bem-bom".

Gosto muito deste lado familiar dos amigos que anualmente aqui se reencontram, da pacatez deste lugar - compensa em sossego os graus que a água tem a menos face ao Algarve mais a leste - e de ver a Luisinha muito contente em ambiente de família alargada. Dorme a sesta com o avô, vai para todo o lado atrás da avó, e os pais agradecem-lhes o descanso e a possibilidade de aqui estarem com todas as mordomias.
Enviar um comentário