sábado, 21 de março de 2015

Los Amados rock!

O João foi meu colega na FEC. Casou com a Rosa um ano antes de nós casarmos, e já nos estão a dar uma cabazada de 4-2 em filhos: o Manel tem 4 anos, o Zé Maria tem 2, a Tânia é uma «filha que nasceu do coração» e tem 19 anos, e o Xavier está para nascer por estes dias. Há cerca de um ano criaram o blogue Los Amados, onde contam o dia-a-dia da sua família.
www.amadosrock.blogspot.pt
Na segunda gravidez, souberam que o filho tinha um cromossoma a mais. O nosso ADN é formado por 23 pares de cromossomas, e o do Zé Maria tinha 3 cromossomas no par 21. Eu soube disso por um amigo comum: «mas eles vão ter na mesma, acho que é por serem católicos» (assim tipo "coitados, não tiveram outra saída"). O raciocínio tinha a sua lógica, embora em Portugal, onde 81% nos dissemos católicos nos últimos censos, se estime que 95% dos diagnósticos de trissomia 21 terminem em aborto.

Como a Rosa hoje conta no blogue, foi a partilha de outra mãe que a tranquilizou, poucos dias antes de ter a confirmação do diagnóstico: ia estar tudo bem. O blogue deles nasceu dessa vontade de partilhar com outras famílias que cada filho tem os seus desafios, que nem tudo é fácil todos os dias, mas que, no essencial, está tudo bem. E o Zé Maria, que é um amor, já deu a cara na campanha do ano passado da associação Pais21.

Hoje é o Dia Mundial da Trissomia 21. Convidei a Rosa e o João para darem o seu testemunho no programa Lusofonias, que passa às 14 horas na Rádio Sim (102.2 FM em Lisboa, 100.8 FM no Porto). Também os podem conhecer melhor nesta reportagem do programa "Consigo" da RTP. Eles não querem ser modelo de nada, insistem que são mais normais que a maioria das famílias, mas para mim estes amigos são um exemplo e um orgulho.
 
Enviar um comentário