sexta-feira, 31 de julho de 2015

Bodas de madeira

Um lustro. Cinco aninhos. O melhor dia para casar. Dia de Santo Inácio de Loyola. Não nos cansamos de rever o resumo de um dia tão feliz.

Éramos 218 nesse dia. Entre os presentes, tivemos desde então 9 casamentos e 60 nascimentos (e mais 8 a caminho), mas também 9 pares desfeitos e 3 mortes.

Dizem que estas são as bodas de madeira, mas ainda não temos caruncho. Nem fazemos tábua rasa do que então prometemos. Temos sempre gosto em receber à nossa mesa. Continuamos a gostar do verbo "ir" (temos bicho-carpinteiro) e danados para a brin-cadeira.

Hoje vamos festejar ao som destes dois senhores:
Enviar um comentário