domingo, 28 de setembro de 2014

Passeios pelo Centro

Podemos ter feito bem menos praia que em anos anteriores (é vergonhoso admitir que não pusemos um pé no areal da Costa), mas aqui em casa não nos podemos queixar deste Verão. Para o terminar em beleza, a Maria pôs uns dias de férias para podermos dar uns passeios (e adiar mais um pouco a entrada do Manel no "infectário") e fomos passar uns dias à Zona Centro.

Nota: as referências geográficas variam com a experiência de cada um. Várias vezes ouvi amigos referirem-se ao Norte querendo dizer "qualquer coisa a norte de Lisboa", mas para mim, que tenho o Minho materno a nortear-me, ir a Coimbra ou à Serra da Estrela não é "ir ao Norte", mas sim ao Centro, o que aliás é corroborado pela designação das zonas de turismo, em que o Centro corresponde às Beiras, incluindo os distritos de Leiria, Castelo Branco, Coimbra, Aveiro, Guarda e Viseu.

Feita a pesquisa no Booking, segundo os nossos critérios (quarto até 40€/noite, com boas críticas e pequeno-almoço incluído), dividimos a nossa estadia por 2 noites no Inatel do Luso e 2 noites no Pharmacy Hostel, na Curia. Por coincidência, as estâncias termais dos meus avós: o materno ia para a Curia em meados do século passado, os paternos iam para o Luso algures nos anos 80. Consegui encontrar os hotéis frequentados por um e outros, ambos já ao abandono.
Hotel Serra no Luso
Hotel Boavista na Curia
A ideia era andarmos mais pelo campo e procurar praias fluviais, mas o tempo não ajudou, choveu todos os dias. O máximo que fizemos foi cruzar o Parque do Buçaco e andar de gaivota no parque da Curia, e já não foi nada mau!
Lago com gaivotas no Parque das Termas da Curia
Optámos então pelas cidades de Viseu, Coimbra e Aveiro, onde visitámos amigos. Em Viseu, que eu não conhecia, fomos guiados pelo centro por uma ex-colega da Maria. Em Coimbra, visitámos a Diana e o Pedro, poucos dias depois do nascimento do seu Francisco, e a Luisinha visitou o Portugal dos Pequenitos com o amigo Santiago - ela gostou, mas acho que os pais gostaram ainda mais de reavivar as memórias de infância (está tudo igual, claro). Em Aveiro, um momento muito especial: depois de 22 anos sem nos vermos, estivemos a jantar em casa do meu amigo Bruno, companheiro de brincadeiras diárias entre a pré-primária e o sétimo ano; pusemos a conversa em dia (ou quase, que não dá para cobrir tanto tempo numa só noite), brindámos ao reencontro e a tudo o que conquistámos entretanto, e ficámos de repetir a dose (obrigado, Facebook, por me ajudares a recuperar estes contactos).
Luisinha e Santiago no Portugal dos Pequenitos
Na estadia, destacamos o hostel da Curia, que tinha aberto há poucos meses. Era uma antiga farmácia e estava decorado com originalidade (cada quarto era diferente, o nosso tinha chão "relvado") e espírito vintage, os anfitriões muito simpáticos a dar-nos dicas de passeios ao pequeno-almoço. Gostámos muito!
A mesa do pequeno-almoço no Pharmacy Hostel, Curia
No regresso a casa, sem pressas, viemos da Curia e Lisboa por estradas nacionais (5 horas, em vez de duas) e parámos na Figueira da Foz para um almoço de sardinhas à descrição no Mar à Vista, um verdadeiro achado! Isto é, para quem gosta de sardinhas, porque é prato único ali.
No Mar à Vista, Figueira da Foz
Quando, ao partir de Lisboa, sentámos a Luisinha no carro - depois de Londres, Óbidos e Algarve - , perguntou-nos: «Porque é que vamos outra vez de férias??» Faltava-nos este bocadinho de energia para recarregar neste passeio. O novo ano lectivo vai exigir-nos muita energia, graças a Deus temos muitos (bons) desafios em aberto!
Enviar um comentário