quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Fitas

Tive de ser operado outra vez. O tendão que faz o dedo dobrar estava preso por um parafuso e fiz uma plástica (!!) para mo soltarem. Por coincidência (foi o que me apareceu pelo seguro), um médico conhecido da família da Maria.
Na primeira operação (ao osso), tive de ficar 6 semanas com o dedo imobilizado com tala e envolto em pensos, que me iam trocando no Centro de Saúde de Sete Rios. Em cada troca, eu fazia uma fita, ficava branco e acabava invariavelmente deitado na maca. Não que me doesse, era tudo da cabeça.
Desta vez foi tudo diferente. Fui operado à tarde, e na manhã seguinte estava no consultório do médico, que me deixou só uns pensos minúsculos e mandou mexer o dedo o mais possível. Passadas 2 semanas, fui lá hoje tirar os pontos, num instante, sem direito a mariquice. E assim me deixou, com uma cicatriz ensanguentada toda à mostra e a querer que eu aja como se lhe fosse indiferente.
Quero a minha mããããããeeee!!!

PS: a parte importante e que o dedo esta bem melhor, obrigado.
Enviar um comentário